quinta-feira, 23 de outubro de 2014

são densas as manhãs

escoam-se sílabas
dos versos que escrevo
mas ninguém lê...

e eu caminho
nas margens estreitas
das praias do silêncio...

são densas as manhãs



foto de autor desconhecido

Sem comentários:

Enviar um comentário