segunda-feira, 30 de junho de 2014

o vazio

Olho o vazio
lá fora o poeta deixa sinais que se espraiam na madrugada
no ar somente rimas cruzadas
que bebem no arco iris as cores da neblina



sexta-feira, 27 de junho de 2014

minha e tua

é tua a minha manhã
foi minha a noite dos teus sonhos